quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Não sou digno, SENHOR!


Olá, pessoal! Tudo belezinha?

Bem, quem nunca teve um dia ruim que atire a primeira pedra. Qual de nós nunca foi dormir com a cabeça quente ou triste com algo que aconteceu durante o dia? Quem nunca se sentiu fracassado e pensou em desistir? Achar um nos dias de hoje alguém que nunca tenha sentido isso é raridade, senão extinto.

 E como qualquer outro ser humano existente, eu também tenho dias ruins. Dias em que por causa de um erro meu, todo o resto do dia desanda. Quando isso acontece, o dia acaba se tornando frustrante e cansativo. Alguns erros são mais comuns, já outros, mais graves. E hoje, que por acaso é um desses dias em que eu não me senti muito legal da vida, eu decidi escrever uma oração a Deus, e, nessa oração, acabei percebendo um monte de outros erros cometidos por mim. Ruim? Depende do lado que se enxerga. Se você ver pelo lado que eu descobri que tenho um monte de outros novos erros, é bem ruim mesmo; porém, se olhar pelo lado que eu descobri que tenho um monte de novos erros, já fica melhor. Sim, isso mesmo que você leu. Se eu descobrir que tenho novos erros e apenas ficar se lamentando, não vai adiantar nada. Porém, se eu descobri-los e pedir a Deus para me mudar, a situação já melhora.

Possuir erros é algo humano, e cada um de nós temos um em específico o qual lutamos arduamente todos os dias.


A partir daqui, a postagem vai ficar bem pessoal mesmo. Mas não tem problema algum em continuar lendo-a. Eu decidi compartilhar a oração que se segue com vocês, porque talvez o que eu esteja sentido hoje, seja o que você também está sentido, e isso irá servir para te mostrar que está passando por um dia ou uma fase difícil, onde nós nos sentimos "fracassados", não é o fim pra você e nem pra mim (Amém), e que Deus ainda tem bastante pra fazer em nossas vidas. Lá vai a oração:

Minhas mãos estão sujas de pecado e minh’alma aflita. Foi consumado. Não há mais nada a se fazer a não ser colocar a boca no pó e se redimir. Porém, me sinto indigno de Tua presença e incapacitado de chegar até você. Lembro-me das cenas de alguns minutos atrás, e percebo o quão faminto pelo pecado eu estava e o quão encantado pelo proibido eu também me encontrava. Começo a perceber que, durante boa parte do dia, eu também me encontrei assim, porém só fui perceber isso agora. Eu preciso ser curado do egoísmo, da falta de amor ao próximo, da cobiça e da soberba. Eu preciso ser curado de mim mesmo. Preciso ser tratado pelo Melhor Médico, preciso ser tratado por Ti, Jesus.

Nas músicas eu digo que “todo dia o pecado vem, mas eu escolho Deus”, mas será que eu realmente estou te escolhendo, Deus? Será que quando eu estou no meu grupo de amigos e acabo rindo de alguma piada indecente, eu te escolhi? Será que quando eu respondi a minha mãe, eu te escolhi, Deus? Será que quando alimentei o meu olhar pecaminoso, eu escolhi o Senhor? É CLARO QUE NÃO! Senhor, eu serei sincero: todo dia o pecado vem, e muitas das vezes eu escolho o pecado. Não é ninguém que me obriga, sou eu que escolho. Todo dia eu peco, todo dia eu sou desconstruído da Sua glória. Me sinto a pior pessoa do mundo. Me um verdadeiro imundo internamente!

Canto músicas que não vivo, tenho dúvidas que não me deixam, cometo atos repulsivos, fico com medo do Escuro, falo coisas que te magoam, sou frio com os demais e egoísta ao extremo. Mas que droga é essa? O que eu tô fazendo da minha vida? Para que abismo eu estou indo me jogar? Em que prisão eu mesmo estou me trancando? Será que um dia eu poderei ver a minha alma sorrindo? Será que algum dia eu poderei olhar para trás e perceber que essa fase caótica já não existe mais? Eu oro tanto para que esse dia esteja perto. Já não aguento mais está com meus sentimentos confusos, meus olhos fechados e minha mente contaminada.

Pensando nisso tudo, percebo o quão pequinês eu sou. Percebo o quão medíocre está a minha vida. Vivo ferindo o coração daquele que mais me ama e mais me quer bem. Machuco diariamente o coração daquele que não faz nada além de me amar incondicionalmente. Daquele que a cada manhã me dá uma nova chance para um novo recomeço. Eu não entendo que amor é esse. Amor puro, sincero e infinito.

Mas eu não sou digno, Senhor! Se até os querubins escondem a face por causa da Sua glória, imagina eu. O Senhor é Santo, eu sou pecador. O Senhor é perfeito, eu sou falho. O Senhor é Deus, eu sou nada. Porém, mesmo não sendo digno de tal amor, eu o aceito, Senhor. Eu quero que o Teu sacrifício valha a pena em minha vida. Eu não quero desperdiçá-lo de jeito nenhum.

Tira-me do chão cheio de cacos de vidro em que eu me encontro. Ajuda-me, Pai. Renova-me, me liberta e me cura. Faz-me outro, porque esse aqui já tem estragos demais. Faça que uma chama ardente de amor a Ti queime cada vez mais em meu coração, porque eu quero viver os Teus planos e testemunhar cada vez mais e mais do Teu amor. E eu sei que o deserto não é o meu lugar, e sim na cidade que o Senhor tem preparado para mim.
É o que eu te peço e desde já te agradeço, em nome de Jesus, amém!


Vida longa e próspera,
Ellysson Rocha

3 comentários:

  1. Tou chorando pois e exatamente oque sinto agora

    ResponderExcluir
  2. Estou em uma situação semelhante, quero forças pra sentir de digno de ser ouvido em minhas orações.

    ResponderExcluir
  3. Eu sou servo de Deus e nao estava sendo fiel,nao consigo segura as lágrimas o espírito forte poderoso,Me tocou
    Estou completamente arrependido de meus pecados!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...